Número total de visualizações de página

30 de outubro de 2011

Limonada e economia de mercado

Interessante artigo de Dani Rodrik no Publico de hoje: " o pensamento magico de Milton Friedman".
Como forma de criticar as teorias fundamentalistas, segundo as quais os mercados devem ser deixados à solta, na medida em que a intervenção do Estado entravaria o espirito empresarial e restringiria os próprios mercados, o economista americano recorre à imagem da limonada e da sua relação com o limão;
"os mercados são a essência de uma economia de mercado da mesma forma que os limões são a essência de uma limonada. Um sumo de limão puro é praticamente intragável.
Para fazer uma boa limonada é necessário miusturar-se o limão com agua e açúcar. Claro que,se se puser agua em excesso, estraga-se a limonada, tal como demasiada interferência por parte dos governos pode tornar os mercados disfuncionais. O segredo esta nao em evitar usar agua e açúcar, mas em os usar nas proporções certas."
É desse equilíbrio que, os defensores da economia de mercado, mas contrários à sua transformação em sociedade de mercado, têm que cuidar.
É esse o desafio que esta colocado à esquerda de hoje, no combate que importa dar às correntes Neoliberais que governam a Europa e que, também em Portugal, estão a fazer o seu caminho, como o demonstram, quer as receitas adoptadas para enfrentar a crise, quer os discursos que as fundamentam.

Sem comentários: