Número total de visualizações de página

8 de novembro de 2011

Os sacrificios necessários a distribuir por todos

Sacrificios distribuidos por todos seria mais justo. Já o disse em vários momentos e parece-me do mais elementar bom senso. Subscrevo, por isso, inteiramente esta ideia de Rui Rio. Na condição de que esses sacrificios sejam mesmo necessários e envolvam, também, os rendimentos do capital e não só do trabalho.




1 comentário:

Carlos Moreira disse...

Ex.mo Sr.,

Concordo que os sacrificios devem ser distribuidos por todos, não tem sido nem agora nem no passado e continuarão a não ser enquanto tivermos Portugueses "Privados" e Portugueses "Publicos". Os privados já tem vindo a ser penalizados pelo mercado ao longo dos anos.
Se realmente o que estão a fazer aos funcionários publicos é lamentavel e torna uma gestão familiar impossivel, quando de repente "desaparece" uma fatia importante do orçamento familiar, então se distribuirmos os sacrificios os funcionários publicos deverão igualmente contribuir com mais 1/2 hora por dia (é que parece insignificante mas na realidade os privados vão trabalhar mais um mês por ano de graça) e outras particularidades como as tolerâncias de ponte, de modo a que finalmente sejamos todos "Portugueses".
Cumprimentos