Número total de visualizações de página

16 de janeiro de 2012

As agências de rating e a resposta europeia que tarda

Esta estória das agências de rating já ultrapassou os limites. Depois de baixar o rating das dívidas soberanas de 9 Países europeus, a Standard & Poors, reduz o rating do Fundo Europeu.
A Comissão Europeia reagiu, achando tal decisão sem sentido. Posição idêntica tomou  nosso Primeiro Ministro. Gostei e de o ouvir a denunciar as motivações politicas da S&P. Mas em que ficamos? só pelas denúncias? Mas então a Europa, com as suas instituições, nomeadamente financeiras, não tem instrumentos para mandar bugiar os notadores e meter bater o pé aos mercados? O que é preciso mais para o BCE assumir as suas plenas funções de Banco Central? Como diz Mário Soares é preciso pôr os mercados na ordem. Acordai povos da Europa e  encontrai, pela via democrática, lideres à altura dos tempos actuais.

Sem comentários: